quarta-feira, abril 25, 2007

A anarquia dos guarda-chuvas

Eu que sempre ignorei a secção política dos jornais, li numa tarde livre um livro sobre anarquismo. É melhor sonhar o impossível que viver o conformismo.
O conceito de não-propriedade a que alude o anarquismo continua presente na impossibilidade das minhas ilusões. Que direito têm os David Beckhams do Mundo de possuir vinte BMW's estacionados quando há quem não tenha pés e caminhe?
(Todos sabemos a resposta. Se não souber, não fique em apuros, é possível comprá-la.)

Em Tóquio os guarda-chuvas são relevantes. Para muitas senhoras, combina com o vestido, mas nas práticas quotidianas, também abriga da chuva. Tudo aquilo que protege, assegura ou ampara é usado por japoneses e daí que qualquer chuvisco abra o objecto mais ergonómico.


Imagine-se então um aglomerado urbano com, por exemplo, dez milhões de chapéus-de-chuva ambulantes. A anarquia reina: não-propriedade. Saio de casa com o guarda-chuva comprado na loja de conveniência, no café já mo levaram e pego noutro sem pedir licença, e mais tarde faço uma troca amigável com um citadino invisível. De facto, quem anda à chuva molha-se, mas "nokorimono ni wa fuku ga aru" diz que a sorte existe nas sobras.

8 Comments:

Anonymous Anónimo disse...

Ainda me recordo, quando os meus Pais me levavam às feiras de Vidago que, para além dos vendedores de banha-de-cobra e de tanto burro albardado, estranho, estranho para mim, miúdo ladino, era ver tantos guarda-chuvas a guardar o sol!...

Abraço do Pai

25/4/07 4:00 da manhã  
Blogger ups disse...

Tenho que voltar a estudar japonês!

Até porque é mais facil que este malfadado Norueguês!

25/4/07 6:47 da manhã  
Blogger Tigui disse...

Os japoneses têm ideologias tão interessantes!

27/4/07 12:08 da manhã  
Blogger Capitão-Mor disse...

Interessante como sempre...

29/4/07 7:18 da manhã  
Blogger Capitão-Mor disse...

Interessante como sempre...

29/4/07 8:09 da manhã  
Anonymous girassol disse...

Fantástico... numa pesquisa sobre a china e gestão estratégica internacional, caí nesta página, com informações tão peculiares e interessantes.
A tua página será referênciada de certeza ao longo do meu trabalho de investigação. Obrigada:)
É bom encontrar blogs como o teu que nos trazem um pouco da tua experiência.

29/4/07 8:17 da tarde  
Blogger Mariana Spagnuolo disse...

Um amigo certa vez ficou divagando o seguinte: nos dias de chuva as pessoas saem às ruas em protesto, com seus guarda-chuvas em punho, todos levantados, ele ficava imaginando uma revolução silenciosa naqueles guarda-chuvas coloridos que iam e vinham, como se todos estivessem empunhando bandeiras contra a chuva ou com o fato de ela ser molhada. Lembrei disso na hora que vi sua segunda foto.

30/4/07 9:17 da tarde  
Anonymous girassol disse...

Fiquei impressionada com este blog com a riqueza das palavras, não me canso de o ler.
A cada texto, uma surpresa agradável.
Imagino como deve ser agradavel viver no Japão.
Agora que descobri esta fonte de conhecimentos:).... até breve... aguardo novidades

2/5/07 6:34 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home