sábado, outubro 13, 2007

De outra perspectiva

(nada a fazer em relacao a pontuacao...)

Vizinho do arquipelago japones, tomo nota mais facilmente das diferencas descomunais que existem entre o Japao e a Asia, entre o Japao e o Mundo.
Nessas diferencas, obviamente, existem vantagens e desvantagens.
As vantagens sao todas as situacoes que me recalcam a infancia. Volto a ter a oportunidade de fazer amigos em poucos instantes, de saber se a pessoa gosta de mim ou se nao esta contente por me ver, de ver em cada farda uma pessoa, de entrar no café e ver a empregada a cantarolar a musica na radio; de poder comer ao ar livre; de me fazerem perguntas porque querem saber as respostas; de brincar com as criancas; de voltar a entender o que se passa a minha volta; de voltar a sentir o que se passa a minha volta. Enfim, volto a ter aquilo que me e natural, aquilo em que nasci. (porque os filipinos sao os latinos da Asia)

As desvantagens, tal como as vantagens, sao tambem muitas e gritantes. Concentrar-me-ei em duas delas, sob o tema da disciplina.

Principalmente nas cidades de Osaka e Toquio, ha um numero de muitos zeros de vagabundos, moradores de rua, ou outro eufemismo qualquer. Mas no Japao estas pessoas nao mendigam. Nao estendem a mao. Porque da mesma forma que nao querem ser incomodados enquanto leem os seus livros ou varrem o seu espaco de chao, tambem nao incomodam os transeuntes com o maior acto de humilhacao perante o capitalismo.
(Nas Filipinas, so durante a estadia na miseria da capital e que me pedem dinheiro. Eu digo sempre que nao. Uma moeda, duas moedas: se nao lhas dou nao morrem de fome; se lhas dou a vida de rua continua. Mendigar nao os tira de onde estao. E os vagabundos japoneses sabem-no.)
Por outro lado, e sem acreditar que esteja obrigatoriamente ligado ao sub-desenvolvimento, esta a questao do lixo. Um dos gestos que mais me surpreende sempre que deixei o territorio japones e ver pessoas a deitar lixo para o chao. O Japao e dos paises que mais lixo produz, mas os seus residentes colocam-no no lugar devido. E algo que se tornou tao natural para mim que me esquecera que muitos paises do mundo se parecem uma grande lixeira. E porque? Nao e porque nao haja caixotes do lixo, porque no Japao tambem nao os ha! E por falta de disciplina. E a disciplina nasce na educacao
(as criancas japonesas sofrem... mas por sofrer desde rebentos, suportam mais no futuro)

Antes achava que nao valia a pena lutar contra o flagelo do lixo. Que era um esforco inglorio. Pensava deste modo: se eu me preocupar com o lixo, mas se mais ninguem se preocupar com o lixo, o mundo vai continuar sujo.
Ha uns anos atras, mudei de ideias: ha sempre tempo de mudar.
Nao quero saber dos outros, ponho o lixo no lugar (ponho sempre e todo o lixo no lugar); nao deito a beata ao chao; nao me vingo do recibo deitando-o ao chao.

Se a populacao do mundo pensar como eu pensava antigamente, o mundo sera cada vez mais uma imundice. Se pensar como eu penso agora, sera um lugar limpo, um lugar de respeito para com os outros, para com o mundo, logo para com o proprio individuo.
Um lugar que de tao limpo muitos nao acreditam poder existir.
Quando cheguei ao Japao, confirmei que e possivel a existencia desse lugar. As pessoas levam consigo o lixo que fazem, guardam as beatas em cinzeiros portateis. Porque afinal o lixo nao e da terra, o lixo e de quem o faz.
Quem nao acredita que e possivel e porque ainda nao visitou o Japao.

5 Comments:

Anonymous Anónimo disse...

Eu acho muito bem que assim o seja, mas tambem me parece que se fosse diferente o Japão colapsava, é dos países que mais lixo gera por km2. O facto de serem tão organizados permite-lhes serem uma grande economia, mas e qual o custo? o que está por trás? o que fazem ao lixo, quantas reservas naturais não são exploradas para sustentar essa economia e limpeza.
Obviamente, que não concordo que as pessoas deitem o lixo na rua, mas só acho que o impacto no ambiente do japão é bem mais grave que o das filipinas...

14/10/07 6:42 da tarde  
Blogger Hands of Time disse...

Desculpa não escrever sobre o tema mas quando descobri este blog achei-o tão interessante que não consigo comentar tudo o que queria! Mas já agora aproveito para dizer que a minha irmã adora Tokyo! De cada vez que aí vai é como se fosse a primeira! Boa semana!

12/11/07 7:46 da manhã  
Anonymous Teresa disse...

Pois é. Nas cidades japonesas não se vê lixo no chão...pelo menos nas horas em que saía.
Mas agora fiquei a saber que, como não têm caixotes de lixo onde as pessoas coloquem o lixo, os corvos entretêm-se a furar os sacos de plástico amontoados nas ruas (antes de serem levados pelos homens do lixo).
Mais uma das contradições do Japão.

Já reparaste que as pessoas de Nagasaki são mais tristonhas do que as de Hiroshima? E a maior percentagem de católicos japoneses são de Nagasaki. Parecem portugueses.

23/1/08 11:58 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Realmente...esse é um país de sonho...também tenho esse hábito de guardar os papéis (quando não há caixote do lixo perto, já nem digo eco-ponto, isso é quase uma miragem em alguns sítios) na carteira e quando chego a casa, coloco no caixote do lixo(eco). Isto para mim é absolutamente normal, para muitas das pessoas que conheço, é um hábito estranho..Isto tudo para dizer que nos últimos 3 anos tenho passado bastante tempo numa cidade portuguesa, em que a primeira coisa que me chocou profundamente foi ver sacos do lixo por toda a cidade, inclusive sacos do lixo encostados, nas ruas, muitas vezes abertos pelos animais e esse lixo espalhado pela rua...Enfim, é uma visão má e desnecessária e tão fácil de resolver, mas como sempre foi assim, as pessoas que lá vivem acham isso normal. Não há caixotes do lixo suficientes em toda a cidade e as pessoas colocam os sacos do lixo basicamente quase à porta de casa...em sacos...no chão...no passeio....degradante ao máximo. Para mim tudo tem a ver com consciências e coisas tão simples e tão essenciais como a boa gestão do lixo. A cidade onde vives é sem dúvida um paraíso , )

Sayuri

8/3/08 8:04 da manhã  
Anonymous Anónimo disse...

moro no brasil e sei o que é viver em um lugar sujo....seria muito bom se os brasileiros fossem como os japoneses. Aqui no brasil o povo joga lixo em todos os lugares e nao estão nem aí para nada. Por isso que o brasil é um chiqueiro

26/9/09 4:45 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home